sábado, 30 de janeiro de 2016

Cultura organizacional e inovação

Aos interessados em inovação, um trechinho do meu artigo sobre os fatores da cultura organizacional que facilitam e dificultam a inovação, no Administradores: http://bit.ly/1Pxsc5J

For those interested in innovation, a little bit of my article about the aspects of the organizational culture that facilitate and hinder innovation, in the “Administradores”: http://bit.ly/1Pxsc5J


Mudança organizacional - Dica de leitura

Excelente leitura, revisitando a metáfora da organização como orquestra:

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Teoria das Necessidades

Esboço da Teoria das Necessidades



quarta-feira, 28 de agosto de 2013

O que torna um empregado feliz?

A diretoria da Yast, empresa de software de produtividade da Noruega, permitiu minha tradução e divulgação da nova versão no Brasil da pesquisa "O que torna um funcionário feliz?". 

É um assunto muito importante e que diz respeito a toda a sociedade - tanto funcionários, quanto gestores e empresários, principalmente gerentes de RH e pesquisadores na área de gestão de pessoas. Aproveitem para compartilhar com os amigos nas redes sociais!



Fonte: Yast

domingo, 4 de agosto de 2013

Felicidade e sucesso no ambiente de trabalho

Recentemente a revista "Exame" publicou uma matéria excelente sobre frases para enfrentar momentos de crise. Leitura muito bem vinda, principalmente nos dias de hoje em que vigora uma espécie de ditadura da felicidade, do acerto e do sucesso. Ao ler essas frases fiquei refletindo sobre como os conceitos de felicidade e sucesso variam dependendo da cultura e dos valores de cada um. O cuidado que devemos ter é para não perseguir o sucesso e a felicidade de acordo com o significado que eles têm para outras pessoas e não para nós mesmos. Portanto, é muito importante refletir sobre as questões abaixo.

- O que é sucesso para você?
Talvez seja ser o homem mais rico do mundo, ou talvez, como Madre Teresa de Calcutá, seja acolher os mais necessitados. Tanto o homem mais rico do mundo, com todo o seu dinheiro, quanto Madre Teresa, com sua vida simples, atingiram o sucesso. E aqui, mais um lembrete, ter sucesso não significa necessariamente ser famoso, mas sim cumprir com aquela que você acredita ser a sua missão. E incluo em "missão" todos os conceitos da ética e da moral. Afinal, de nada adianta conseguir uma excelente posição social/emprego/relacionamento se for à custa de mentiras, trapaças e de "passar por cima" dos seus sentimentos e, pior ainda, dos sentimentos das outras pessoas. Arriscaria dizer que sucesso é ser você mesmo e poder dormir com a consciência tranquila. Quantas pessoas podem se dar a esse luxo?

- O que é felicidade para você?
Há pessoas que são tidas como bem sucedidas aos olhos da sociedade, mas que, no entanto, não são felizes. Um dos problemas para atingir a felicidade é quando a colocamos no final de um caminho e não no caminho em si. Aposto que todos já ouviram expressões do tipo:
- Se ele gostasse de mim eu seria feliz
- Se eu tivesse o emprego dele eu seria feliz
- Se eu ganhasse na loteria eu seria feliz

Além de correr o risco de nunca ser feliz (principalmente se você acha que só será feliz se ganhar na loteria), quando projetamos a nossa felicidade em pessoas ou bens, perdemos a oportunidade de tentar ser feliz hoje, aqui e agora, com o que temos e com as pessoas que nos cercam. 

Outro problema é tentar ser feliz vivendo uma mentira. É o caso de quem casou sem amor e finge ser feliz no casamento; de quem escolheu seguir a profissão do pai (apesar de detestá-la) e finge que é feliz no trabalho; de quem está vendo uma estratégia antiga não ser mais viável para a empresa, mas finge que está tudo bem e que nada precisa ser alterado.

A felicidade é um assunto tão importante nas empresas que já se sabe que colaboradores felizes têm melhor desempenho e qual a relação (matriz) entre performance e felicidade no ambiente de trabalho (elucidada neste estudo do Kerns). Sem dúvida, um tema muito interessante e que deveria ser mais debatido, tanto dentro quando fora do ambiente de trabalho.

E para você, o que é ser feliz no ambiente de trabalho?

quarta-feira, 17 de julho de 2013

O que torna um empregado feliz?

É fato que a felicidade aumenta a produtividade dos funcionários. Mas quais são os fatores que colaboram para que os empregados se sintam felizes no ambiente de trabalho? Para responder a essa indagação, a empresa Yast compilou uma série de pesquisas e chegou ao resultado apresentado no infográfico abaixo.

Entre as informações coletadas, algumas são muito interessantes e até mesmo contradizem o senso comum. São elas:
1) Enquanto o salário é motivo para que 62% dos homens e 57% das mulheres permaneçam no emprego, 63% dos funcionários não pedem demissão por terem seu trabalho reconhecido e 65% trabalhariam ainda mais se recebessem mais reconhecimento!
2) A importância dos programas de qualidade de vida no trabalho: para 53% dos funcionários uma pausa de pelo menos 10 minutos todos os dias os deixa mais saudáveis, felizes e produtivos;
3) 65% dos funcionários declararam que segurança no emprego é muito importante para aumentar seus níveis de satisfação. Um grande desafio, para as empresas, é saber como garantir a percepção de segurança no emprego nessa época tão turbulenta que estamos vivendo. Veja
 mais informações no infográfico abaixo:

segunda-feira, 15 de julho de 2013

13 questões de "torrar" o cérebro em entrevistas de emprego

Muito interessante a matéria da "Business Insider" sobre perguntas "de lascar" em entrevistas de emprego. Veja algumas:

1) Microsoft: quantos postos de gasolina há nos Estados Unidos?
Bem, aqui a resposta é apenas uma questão de escrever uma regra de 3. Pesquisas afirmam que há em média um posto de gasolina para cada 2.500 pessoas nos Estados Unidos. Sendo que no país há 314 milhões de pessoas, podemos concluir que há por volta de 125.600 postos de gasolina. A resposta mais precisa, de acordo com as últimas pesquisas, é 117.000.

2) Bain: estime a demanda por sacolas plásticas nos Estados Unidos
Aqui o cuidado deve ser o de considerar também o consumo de sacolas plásticas em residências, empresas privadas, públicas, hospitais e escolas. De acordo com o HowStuffWorks, 380 bilhões de sacolas plásticas são utilizadas anualmente nos Estados Unidos.

3) Digitas: descreva o que é a internet para alguém que acabou de acordar de um coma de 30 anos
Apesar de criativa, a pergunta é bem subjetiva. A dica é tentar utilizar elementos de filmes de ficção científica que a pessoa tenha visto para, a partir disto, ajudá-la a compreender o conceito de internet.

4) American Express: quais destas informações são as mais úteis para estimar o número de pessoas que trabalham em um prédio de escritórios que possui 30 andares?
a) o número de carros no estacionamento
b) o número de pessoas almoçando na cafeteria
c) o número de pessoas que estão no 11º andar.
-----
Aqui a ideia é tentar escolher a melhor opção e justificar. A número "b" seria a menos provável, uma vez que várias pessoas podem estar almoçando na cafeteria, sem que necessariamente trabalhem no prédio em questão. A letra "a" é muito provável. Neste caso, é preciso fazer uma estimativa de qual o percentual de pessoas que vão para o trabalho utilizando carro (na cidade de São Paulo, esse valor é de 26%) ou transporte público e se o estacionamento é permitido também para casos como descarga de materiais. A letra "c" também é outra boa opção para inferir uma média de trabalhadores do prédio, porém depende do tipo de empresa presente nesse andar. 

5) T3 Trading: Um cientista coloca uma bactéria em uma placa exatamente durante a meia-noite. A cada minuto, a bactéria se divide em duas. Exatamente à 1h da manhã, a placa está completamente cheia de bactéria. A que horas a placa estará pela metade?
Achei essa, de longe, a pergunta mais rápida e simples de ser respondida. Obviamente que, se a bactéria dobra de tamanho a cada minuto e à 1h da manhã a placa está completamente cheia, então a placa estará pela metade quando o relógio marcar 0:59.



-> E você, o que acha desses exemplos de perguntas em entrevistas de emprego?